Saltar os Menus

Ficheiro Nacional de Autoridades Arquivísticas

O MOTOR DE PESQUISA

O FNAA garante a recuperação e o acesso às descrições das diferentes entidades que o integram:

     1. Produtoras, pessoas coletivas, singulares e famílias, ativas ou extintas, na sua qualidade de produtoras ou colecionadoras de documentação de arquivo;

     2. Detentoras, um tipo específico de entidades produtoras. Correspondem aos serviços de arquivo, mas podem igualmente corresponder às bibliotecas, aos museus ou a quaisquer outras entidades, desde que detentoras de documentação de arquivo;

     3. Aderentes à RPA, elas próprias produtoras e/ou detentoras de documentação de arquivo;

     4. Funções, cujo desempenho, a cargo das entidades acima referidas, origina a documentação de arquivo;

     5. Registos patrimoniais de classificação, destinados à referenciação e gestão dos processos, desencadeados pelo órgão de coordenação da política arquivística nacional, relativamente à identificação e classificação de património arquivístico;

     6. Recursos externos, conjunto de registos de descrição sumária de recursos informativos que, embora exteriores ao FNAA, se encontram relacionados com as entidades nele descritas. Os produtores, entre os quais se incluem os detentores e os aderentes, e as respetivas funções, relacionam-se com as descrições da documentação de arquivo por eles produzida, colecionada ou detida; com as descrições da documentação bibliográfica de que são autores, colecionadores ou assunto; com as descrições dos recursos museológicos por eles produzidos, colecionados ou detidos; entre outros.

     7. Através da consulta dos registos será ainda possível obter informação sobre: relações internas, estabelecidas entre as entidades FNAA; relações externas, estabelecidas entre estas e os recursos externos ao FNAA (arquivísticos, biblioteconómicos, museológicos, entre outros).

Pode visualizar o diagrama onde se encontra representado, de forma esquemática, o conjunto das entidades que integram o FNAA, bem como as respetivas relações, internas e externas.

Pode consultar o FNAA acedendo ao endereço http://autoridades.arquivos.pt

ARQ_Linha_Logo_FNAA 

Os objetivos gerais do FNAA são os seguintes:

 

Os seus objetivos específicos são:

 

A SUBMISSÃO DE PROPOSTAS

Os utilizadores registados no FNAA podem apresentar propostas de criação ou revisão/atualização de registos de autoridades arquivísticas. Para o efeito dispõem, de diferentes formulários, um para cada um dos tipos de entidades a considerar. Em cada um deles, apenas alguns campos, devidamente assinalados com asterisco (*), são de preenchimento obrigatório.

Terminado o preenchimento on line do formulário, o mesmo será remetido à entidade responsável pela manutenção do FNAA, que procederá à sua análise, pronunciando-se sobre a sua aceitação ou não aceitação, esta última sempre devidamente fundamentada. A decisão e a respetiva justificação serão comunicadas ao proponente. Em caso de dúvida, está previsto o pedido de esclarecimentos complementares ao proponente que, em qualquer dos casos, deve ser sempre identificada de forma clara e inequívoca.

Pode visualizar o diagrama representativo do fluxo de aprovação de propostas.

As propostas de criação de novos registos serão analisadas segundo diferentes critérios, tendo em conta as entidades a que se reportam. Para que possam integrar o FNAA as pessoas coletivas, singulares ou famílias devem ser produtoras de Fundos. Tal implica o cumprimento dos requisitos abaixo enunciados.

     1. Entidades produtoras, entre as quais se contam as detentoras e as aderentes à RPA:

Pessoas coletivas públicas

     Pessoas coletivas privadas:

Pessoas singulares e famílias

(Estes critérios são apresentados de forma mais detalhada no documento Modelo para um Ficheiro Nacional de Autoridades Arquivísticas (FNAA).

2. Funções

3. Registos patrimoniais de classificação

Uma vez validada uma proposta, proceder-se-á à sua introdução do FNAA ou, caso se trate de uma proposta de alteração a um registo já existente, à sua alteração no âmbito do FNAA.

Última Actualização: 21 de Julho de 2017