Saltar os Menus

Rede Portuguesa de Arquivos

A Rede Portuguesa de Arquivos (RPA) é atualmente constituída pelos arquivos que, de acordo com o estipulado no Decreto-Lei n.º 103/2012. In D.R. n.º 95, Série I de 2012-05-16, integram a Direção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas (DGLAB):

A DGARQ, ao lançar o projecto RPA, espera que ele se alargue não só a outros serviços de arquivo, mas também entidades produtoras ativas, organismos públicos ou privados, que hoje mesmo produzem, acumulam, conservam e utilizam documentos de arquivo, independentemente da sua idade ou suporte, no exercício das suas atividades ou funções, e que pretendem e têm como função torná-la acessível junto dos cidadãos. Desta forma espera dar um contributo para uma abordagem integrada dos arquivos, para potenciar recursos e estruturas arquivísticas já existentes, promovendo a sua articulação, com o objetivo maior de proporcionar, ao cidadão em geral, a recuperação de informação pertinente.

Neste momento a RPA conta já com as adesões de entidades como a Câmara Municipal de Cascais, a Câmara Municipal de Constância, a Câmara Municipal de Ponte de Lima, a Universidade do Porto, a Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto, a Fundação para a Ciência e a Tecnologia, a Secretaria-Geral do Ministério da Economia e Emprego e a Secretaria-Geral do Ministério da Educação e Ciência.

Através da RPA, e à medida que for crescendo o número de entidades aderentes, para além da pesquisa nos repositórios arquivísticos dessas mesmas entidades, os utilizadores poderão aceder a um conjunto de produtos e serviços que se espera que venham não só a crescer, mas também a diversificar-se.

A concretização destes objetivos depende, fundamentalmente, do empenho de todos os intervenientes e potenciais aderentes, que enriquecerão a RPA com recursos de informação arquivística. Mas também do conjunto dos seus utilizadores, de quem a RPA espera colaboração ativa, através da simples utilização, para começar, mas também na forma de comentários, críticas, sugestões, propostas de alteração.

Última Actualização: 23 de Janeiro de 2014